Convicções – Parte II

Dando continuidade ao nosso tema “Convicções”, fica claro que certezas hoje, amanhã poderão não mais existir, mas que para isso ocorra, temos que fazer com que a raça humana saia da sua zona de conforto, entenda de uma vez por todos que o que está ocorrendo hoje com nosso planeta e nossas vidas está diretamente ligado ao nosso passado e o presente, nada, absolutamente nada nesta vida pode ser dissociado do meio ambiente e que tudo de mal que fazemos ao planeta, tais como esta exploração extrativista, todos os tipos de poluição, se voltam contra nós, está ideia de unidade, de que todos somos um só e do todo fazemos parte, parece não encontrar eco nas mentes humanas, que ainda dorme em berço esplêndido, acreditando ser o homem o centro do planeta , do universo, engano fatal, não somos!


O homem não é o centro do Planeta

 

Planeta quer que nossos leitores reflitam e conscientizem na direção certa.

Estamos caminhando na direção contrária, estamos destruindo nossa casa, o planeta que reúne as condições perfeitas para a existência da raça humana e de outras espécies que aqui também habitam, urge que se quebre esta convicção, este paradigma de que, tudo está a nossa disposição e de que as riquezas naturais assim como o planeta jamais acabarão, está na hora de começarmos a desconstruir tais convicções enquanto é tempo, a legislação brasileira sabiamente estipulou em seu artigo 225 da Constituição Federal/88, que, todos temos a obrigação de zelar e preservar o meio ambiente para nós e gerações futuras, entendo assim, a necessidade de se preservar o planeta para que a vida da raça humana e outras espécies possam ter condições de continuar a viver em nosso planeta e perpetuar a civilização humana.
Cabe acreditar que, o desinteresse da maioria da população mundial acerca dos problemas ambientais que enfrentamos, está ligado a nossa convicção de que o planeta e seus recursos são infindáveis, uma certeza absolutamente não verdadeira, já provado pela ciência , então por que não mudamos de atitude? O que será necessário ocorrer para começarmos a agir?                                          
A natureza responde           
Hoje estamos vivenciando falta de água em locais onde antes seria impossível se pensar nisso, vemos a mudança no clima, o ar irrespirável em grandes metrópoles mundiais, derretimento de geleiras, aumento dos níveis dos oceanos, inundações, secas entre outros fenômenos naturais tem alcançado dimensões jamais vistas, tudo isto provocado pelo nosso egocentrismo, pela ideia de que somos o centro de tudo, ainda temos tempo de reverter o quadro, a mãe natureza é sábia, levará tempo mas se agirmos conscientemente para preservar e proteger o meio ambiente, seguramente ainda há tempo para salvar o planeta e consequentemente a raça humana e todas as espécies que aqui vivem.
Deixo a indagação, você está tão convicto assim das suas convicções?
Saudações ecológicas
Carlos Avel.
Agindo local, pensando global!

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s