PJC – Reciclagem e Sustentabilidade

O Brasil produz aproximadamente duzentas e cinquenta mil toneladas de lixo por dia.  São Paulo sozinha produz dezenove mil toneladas dia, e mesmo com números tão altos o país tem baixo tratamento e reaproveitamento dos seus resíduos.

 

Após vinte anos de debates, em 2010 o Brasil sancionou sua primeira lei federal sobre resíduos sólidos, Lei 12.305/2010, que regula a gestão de resíduos sólidos.  Alguns Estados e Municípios brasileiros começaram a desenvolver políticas de tratamento de alguns tipos de resíduos sólidos, como é o caso de São Paulo ( Lei 13.576/2009), que regularizou como proceder com os resíduos tecnológicos.
É importante conhecer a composição do lixo no Brasil para uma análise mais profunda: 52% lixo orgânico, 26% papel e papelão, 3% plástico, 2% metais e vidros, 15% outros.
Qual a destinação final do lixo? Vejam:
Reciclagem
O Brasil começa a entender a importância da reciclagem, isto já se reflete na reciclagem de latinhas de alumínio, hoje em torno de 97%, mas ainda está longe do ideal quando o material são garrafas PET, onde apenas 55% das mesmas são recicladas.

A reciclagem só traz benefícios ao planeta e à sociedade, gerando renda para milhões de pessoas e colaborando para a redução da poluição do meio ambiente.  A reciclagem se apresenta como a melhor alternativa para se alcançar a meta do desenvolvimento sustentável do planeta.

 

Coleta seletiva:
Processo que separa e recolhe resíduos descartados, isto facilita em muito o envio destes materiais para reciclagem. A coleta seletiva, tal qual a reciclagem, só traz ganhos, gera trabalho, renda e economia para empresas, isto sem falar na redução da poluição dos solos, ar e rios.
Campanhas educativas têm despertado a atenção para o problema do lixo, pois o aumento da população e consequentemente o aumento do consumo tem gerado dificuldades em se conseguir locais para os novos depósitos de lixo.

Concordo plenamente que a coleta seletiva e reciclagem são as melhoras opções para o problema, tanto economicamente como ambientalmente.

 

Algumas dicas de reciclagem:
É preciso saber como proceder para se obter uma coleta seletiva com sucesso, lembrando que sem esta, os resultados na reciclagem estarão comprometidos, portanto somos nós, os consumidores, os principais agentes de todo este processo. Ter consciência do papel de cada um no todo é crucial para o êxito

 

Exemplos de materiais recicláveis e que devem ser separados na coleta do lixo:
Potes, garrafas e embalagens de plástico, vidro, jornais, papelão, materiais de ferro, canos plásticos, tecidos, couro, fios elétricos, pregos, parafusos, alumínio etc…
Exemplos de materiais não recicláveis:
Papel carbono, papel celofane, fitas e etiquetas adesivas, fotografias, latas de tinta, latas de verniz, esponja de aço e de limpeza, embalagens metalizadas, espumas, cabos de panela, embalagens de produtos tóxicos, vidros temperados, espelhos, porcelana, cerâmica, vidros refratários, cristais, isopor, lixo eletrônico e lixo nuclear.
Como se observa, se o homem souber usar os recursos naturais com sabedoria, será possível em breve um mundo mais limpo e mais desenvolvido.
Colabore você também para um mundo melhor, faça a coleta seletiva do seu lixo, vamos criar juntos, um planeta sustentável.

Saudações ecológicas!
Agindo local, pensando global!
Carlos Avel.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s