PJC Consciência – Escassez

Caro leitor, sei o quão chato e triste está falar sobre a crise da água no Brasil, afinal, convivemos diariamente  com este problema e  não vemos soluções a curto prazo, salvo torcer e rezar para chover no sudeste do país como pedem os governadores do Rio de Janeiro e de São Paulo. Algumas obras foram feitas sim, mas estas obras são paliativas, não resolvem o problema. Beira a cretinice os discursos dos políticos envolvidos, continuam a nos tomar como idiotas, mentem sem o menor escrúpulo, tentando colocar a culpa em São Pedro, não choveu o que deveria ter chovido, como assim? Choveu sim! Só que as chuvas dos últimos anos representam o desmatamento da Amazônia. Não se iludam, o meio ambiente nos devolve tudo de ruim que com ele fazemos!
A verdade é que na Amazônia ocorre um fenômeno natural que só ocorre ali: os ventos entram pelo litoral brasileiro, se chocam com as cordilheiras dos Andes e retornam. Passando pela Amazônia, esses ventos encontram nuvens que deveriam estar carregadas de água, geradas pela unidade produzida pelas árvores, mas como o desmatamento é enorme na região, embora o governo negue, os ventos trazem para o sudoeste nuvens quase sem umidade. Daí a razão de não chover o que estávamos esperando. O meio ambiente é difuso, é um bom momento para a conscientização de que um episódio ocorrido num lugar distante ocasiona consequências em lugares longínquos da sua origem.
Isto posto, é hora de ser criativo, racionalizar o consumo da água, mas como? Já estamos fazendo isso, é verdade, alguns estão, outros não, mas onde quero chegar com isso? Que já passou da hora dos nossos governantes pararem de trabalhar de improviso, é necessário que se tenha planos de investimentos visando o longo prazo e não o imediatismo.
 
Desmatamento pelo Brasil
O Brasil tem aproximadamente 11% de toda a água doce do mundo e mesmo assim estamos enfrentando esta crise, sobra água em alguns locais e falta em outros onde a concentração da população é maior. Não se criaram novos reservatórios para acompanhar o crescimento populacional, não fizeram campanhas para uso racional da água e pior, não se criaram alternativas, o plano B seria utilizar o volume morto dos reservatórios que já estão se esgotando, muito pouco para algo que é essencial para a existência das espécies no planeta.
Países com menos recursos hídricos que o Brasil, como Israel, desenvolveram tecnologias para o reuso da água de esgoto e a dessalinização, que consiste em retirar o sal da água salgada dos oceanos, processo ainda muito caro. Hoje em dia o custo de 1 litro de água dessalinizada gira em torno de U$1,00, um dólar americano, valor altíssimo, mas que vem caindo com o desenvolvimento de novas tecnologias. Voltando a Israel, o país reaproveita 80% de sua água e o desperdício é de apenas 10% nas tubulações, enquanto que no Brasil este número varia entre 30% a 50%. Só como curiosidade o Japão tem perda nas tubulações de apenas 3%.
 
Dessanilização pelo mundo – Países que investem pensando no futuro.
 
É certo que no Brasil o consumo de água está assim distribuído: 80% para agricultura, 10%para indústrias e 10% para consumo humano. Israel  é líder mundial em tratamento de água de esgoto para uso agrícola e industrial. Ora, se nosso maior consumo vem exatamente do uso agrícola, então se o Brasil se utilizasse dessa tecnologia, os 80% da água consumida na agricultura seria redistribuída para o consumo humano, melhorando em muito o quadro caótico de hoje.
Soluções existem, duas delas estão acima descritas. Campanhas para conscientizar a população ajudam bastante pois é preciso se mudar hábitos antigos, desligar o chuveiro quando se está ensaboando, usando shampoo, desligar a torneira quando se está escovando os dentes, uso de balde para captar águas dos aparelhos de ar condicionado entre outras medidas. Já para os amantes de banho quente, o uso do balde embaixo do chuveiro enquanto se espera a água aquecer são exemplos de economia e a possibilidade de se usar esta água para uso doméstico. Vale a pena olhar os sites que ensinam a usar racionalmente a água.
Eu poderia ficar horas aqui escrevendo sobre o tema, mas a intenção é informar e conscientizar para o problema e principalmente apresentar soluções.  É claro que existem outras tantas tecnologias à disposição no mundo para o reuso da água. Bill Gates, poderoso da Microsoft, investiu pesado num projeto que produz água potável de fezes humanas, parece brincadeira, mas é mais pura verdade e funcionou, o processo dura apenas 05 minutos!
É necessário se investir em busca de novas fontes de água e reuso além da dessalinização da água salgada, que viria a ajudar a reduzir os níveis dos oceanos que estão subindo em razão do aquecimento global.
Que este momento sirva de alerta para o que estamos fazendo com o meio ambiente; que sirva para um recomeço da nossa relação com a natureza. Mude seus hábitos, mude sua maneira de olhar o planeta.
Saudações ecológicas!!!
Agindo local, pensando global.
Carlos Avel!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s