PJC – Amazônia e o Progresso.

4

Embora o tema não seja novo, me sinto na obrigação de voltar a escrever sobre ele na esperança de que você entenda o que de fato vem ocorrendo na Amazônia legal brasileira. Muito tem se falado sobre desmatamento, agronegócios e pecuária na região, mas sem explicar a fundo a realidade dos fatos.

Hoje o Brasil enfrenta um dilema entre preservar a Amazônia e permitir que a área faça parte do desenvolvimento do país, com a criação de gado e principalmente o plantio de soja, que vem crescendo muito na região, como fazer então para preservar sem impedir o crescimento do país? Uma questão delicada, mas que precisa ser enfrentada sem abandonar ambos os aspectos que se defrontam agora.  É importante sim para o país o plantio da soja e a criação de gado- lembrando que o Brasil é um exportador de produtos agrícolas e da pecuária- no entanto, infelizmente por falta de um planejamento apropriado, o Brasil se resume hoje a isso: indústrias atrasadas e que não conseguem disputar mercados internacionais por falta de qualidade e preços competitivos, isso sem falar na burocracia governamental, que atrapalha demais as exportações.

page

Em  verdade, nestes últimos quatro anos a Amazônia legal brasileira viu seus recursos para manejo e fiscalização da área serem reduzidos em 72%.  Isso mesmo! Pasmem! A verba que já era pouca foi reduzida drasticamente, inviabilizando a fiscalização, restando somente algumas poucas ações pontuais nos desmatamentos e garimpos ilegais .

Diante desse quadro ainda assim ficamos surpresos quando não chove na região sudeste do Brasil, no entanto, nada menos do que uma área equivalente ao tamanho da Grã- Bretanha foi desmatada na Amazônia, um absurdo, são 229.850Km² de área desmatada.  Como o aumento da área desmatada- tanto legal quanto ilegalmente- ocasionou a falta de chuvas na região sudeste do Brasil, a culpa não é de São Pedro, é nossa! Sem a evaporação das árvores cortadas reduziu-se em muito a quantidade de evaporação local, trazendo consequências sequíssimas para o país.

1

Estima-se que ainda existam 20 bilhões de árvores na Amazônia, calculando-se que cada árvore evapora 1 bilhão de litros de água diariamente, são 20 bilhões de litros de água evaporados por dia, um verdadeiro show da natureza!  Para você entender bem, seriam necessárias 4 usinas de Itaipú trabalhando juntas por 139 anos para conseguir reproduzir este fenômeno que a natureza realiza diariamente de maneira natural, sem recursos técnicos.

2

É preciso encontrar uma forma de não acabar com a Amazônia sob a desculpa de não parar o desenvolvimento do Brasil. O ideal seria que a área utilizada para o agronegócio e a pecuária não ultrapassasse os 10% da área total, preservando assim 90% da área total, mas sinceramente não acredito nisto, a ganância do homem é maior que o seu bom senso. Será que só vamos compreender isso quando já for tarde demais? Prefiro acreditar que não, por isso escrevo este texto, na esperança que uma nova consciência coletiva seja criada em razão de preservamos a Amazônia. Ainda dá tempo, basta iniciarmos agora o reflorestamento das áreas degradadas.

Passa por mim e por você a obrigação de cuidar e preservar a Amazônia, que não é o pulmão do mundo como erroneamente se propaga, mas que tem vital importância para impedir que parte do Brasil se transforme num enorme deserto, sem água e sem as riquezas naturais que por lá abundam.

5

Junte-se você também a nós, ajude a salvar a Amazônia! Você pode mais do que imagina!

Saudações ecológicas!

Agindo local, pensando global!

Carlos Avel.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s