Greenwashing

Você sabe o que é isso?

Muitos não sabem o que quer dizer esta palavra em inglês, se traduzirmos ao pé da letra, seria algo como lavagem verde, também podemos considerar como pintando de verde, pois é infelizmente trata-se de propaganda enganosa, que visa levar o consumidor a acreditar que está adquirindo um produto ou serviço ecologicamente correto.

Várias empresas de renome mundial estão adotando esta atitude fraudulenta, com intuito de conquistar consumidores que a cada dia que passa estão mais preocupados com a pegada ecológica dos produtos e serviços, é isso mesmo, é uma fraude contra o consumidor!

greenwashing

Como ocorre isto?

É mais simples do que você pode imaginar, essas companhias usam as embalagens, anúncios em todas as mídias, rótulos entre outros. Hoje, vemos inúmeros produtos com embalagens na cor verde, ou com nomes de lugares como Amazônia, Monte Fiji, ou nomes ligados ao meio ambiente, tentando nos fazer crer que se trata de produtos ecologicamente corretos, quando na verdade não o são, apenas a embalagem ou os dizeres no rótulo indicam isso, mas todos carecem da prova do que afirmam, ou seja, apenas colocam tais frases ou dizeres como “ECO”, ‘Amigo da natureza’,” Fórmula totalmente natural”, “Sem conservantes”, usam e abusam da cor verde, e por aí vai, mas reparem bem que não há como se comprovar a veracidade de tais informações, trata-se da autorregulamentação!

azgreenwashing3

Compliquei mais ainda, você deve estar pensando, afinal o que seria isso? Como isto é possível? Simples! Não existe no Brasil lei que regulamente o tema, assim cada companhia faz sua própria fiscalização ou contrata SELOS VERDES, empresas especializadas em certificar como ecologicamente corretos a produção e os produtos e serviços. No Brasil o custo médio para se obter o tal SELO VERDE, é de R$ 25 mil por um período de três anos, após o qual a companhia deverá passar por nova análise por parte da certificadora.

Bom, se é assim, tanto melhor, se existem certificadoras estamos salvos, será?

O problema reside na enorme quantidade de empresas certificadoras que atuam no mercado e a falta de regulamentação, como não existem leis, o que pode ser considerado VERDE para uns, para outros, pode não significar nada, não se tem uma regra mínima para se atestar que, cumprindo isso ou aquilo o produto em questão pode ser considerado VERDE. Isto gera uma confusão enorme, cada empresa certificadora tem seus próprios parâmetros de verificação, outras se apoiam em parâmetros internacionais de certificação, estes por sua vez, também não tem legislação própria e assim fica impossível se dizer que este ou aquele produto é GREEN.

how-to-make-sure-your-company-isnt-greenwashing

O certo por hora é que, não existem produtos 100% corretos ecologicamente, todos, sem exceção, deixam pegadas ambientais danosas, alguns mais, outros menos.

Enquanto consumidores, ficamos em situação delicada, pois quase nunca temos a certeza de que estamos consumindo de maneira ecologicamente correta ou o mais próximo disso, se os produtos que adquirimos correspondem ao descrito nos rótulos, embalagens e propaganda.

Qual a saída então?

Resposta difícil, complicado responder, mas enfim me vem à mente aquilo que penso ser a melhor resposta, sem dúvida é, consumir menos, apenas o necessário, deixando de lado o consumo supérfluo, isto fará bem ao seu bolso e principalmente ao meio ambiente.

Saudações!

Agindo local, pensando global!

O universo conspira a favor, mas é preciso suar!

Carlos Avelino.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s