Solidariedade!

em

Vou novamente me permitir sair do meu tema principal, o Meio Ambiente, para falar sobre o que assisti neste domingo, 19 de junho, no Fantástico, programa dominical da TV Globo, não é novidade para ninguém que estou estudando nos USA, mas meu amor pelo Brasil me impede de me desligar totalmente do país, em matéria do citado programa, vi com satisfação as manifestações realizadas em todo o Brasil em prol das vítimas do atentado, ainda não se sabe se homofóbico ou terrorista, ou até mesmo os dois juntos, ocorrido na cidade de Orlando, tão conhecida nossa em razão da Disney, no nightclub Pulse, é bom ver a sociedade brasileira se mobilizando contra mais está barbárie. Será que enfim estamos nos tornando mais conscientes? 
Relembrando os fatos, o club foi local de um ataque com armas de fogo, um certo indivíduo que me recuso a escrever o nome aqui, entrou e literalmente fuzilou quem estava lá dentro, são 49 mortos e 53 feridos até agora, mais uma vergonha para a humanidade, aproveito este espaço para me solidarizar com as vítimas, parentes e amigos.

As manifestações mostradas no Brasil me fizeram refletir muito sobre o nosso momento, é impossível não participar e se indignar com o que ocorre em nosso país, em especial em Brasília, mas temos outras tantas razões para nos indignarmos, acabei de saber que o meu Estado, o Rio de Janeiro, decretou Estado de Calamidade Financeira, estou acompanhando de perto os noticiários, sei que os salários dos funcionários estão atrasados, alguns sendo pagos em parcelas, enfim um verdadeiro caos. Conheço pessoalmente o Secretário de Segurança Pública do Rio de Janeiro, o Beltrame, estive com ele em algumas reuniões no Conselho de Segurança Pública na ACRJ, homem honrado e que tem dado o seu melhor para resolver os problemas de segurança do Estado e que parece estar perdendo a guerra contra os bandidos ao ponto de requerer a ajuda do exército para combater a criminalidade, e com certeza por temer pela segurança dos turistas nos jogos olímpicos na cidade. Que situação estamos vivendo! 

Porém o que eu gostaria era de convidar você para uma reflexão, tem a ver com o que ocorreu em Orlando. Lembra dos 49 mortos e 53 feridos? Pois é, li as últimas estatísticas sobre o número de policiais mortos em ação ou mortos pelo fato de serem policiais militares, você tem ideia de quantos policiais militares foram mortos no Rio de Janeiro somente em 2016? Não? Ok, vou te informar, nada menos do que 46 PMs foram mortos, números de guerra! A tristeza destes números me faz novamente me solidarizar para com os mortos no exercício da função e para com os seus familiares e amigos.

Agora eu te pergunto, você assistiu na TV, na mídia de maneira geral, manifestações de apoio e revolta contra estas mortes? Você viu alguma mobilização da sociedade para prestar auxílio financeiro a estas famílias que viram seus pais e mães serem mortos tentando defender você e a todos nós? Pois é, eu não vi nada, apenas algumas linhas nos noticiários mostrando as estatísticas, isso mesmo, estes PMs mortos em ação, são apenas números para a nossa sociedade, não são pessoas, triste né? 

Tenho mais uma pergunta, você tem ideia de quanto foi arrecadado numa “ vaquinha” aqui nos USA para ajudar as vítimas, familiares e os funcionários da Pulse que estão sem trabalhar? A bagatela de US$ 2 milhões de dólares! Isso mesmo! Esta ajuda veio da sociedade civil, não estou contando aí com o auxílio do governo.

Sei que muitos de nós, inclusive eu, tem uma péssima impressão dos nossos policiais militares, mas acredito que a culpa não é do policial em questão, mas sim do processo seletivo, é fato que alguns não poderiam usar a farda e que se aproveitam desta função para desvios de conduta, temos que aprimorar o nosso processo de seleção, recrutar somente pessoas que tenham capacidade e honestidade para exercer função tão nobre, mas tão pouco, podemos esquecer que estes profissionais merecem treinamento adequado, instrumentos de trabalho modernos e salários dignos compatíveis com os riscos da função, assim, bem remunerados e aparelhados, tenho certeza que o nível da nossa PM melhoraria e muito! 

Não vamos esquecer que quando nos vemos encurralados pela bandidagem, chamamos primeiro a Deus e em seguida pela polícia!

Vamos nos indignar sim pelo ocorrido em Orlando, na Síria ou em qualquer outro local onde haja violência, mas vamos também nos indignar e nos manifestar em prol dos nossos, sejam eles policiais ou civis, que morrem todos os dias vítimas de criminosos que assolam nosso país.

Agindo local, pensando global!

Carlos Avelino. 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s