Economia Circular.

Muito se fala hoje em dia sobre economia circular, mas você sabe realmente do que se trata?
Atualmente usamos o modelo de economia linear, que consiste no uso de recursos finitos, que seria: extrair, produzir e descartar.

A economia circular, como o nome já diz, pretende-se que os recursos extraídos e produzidos sejam mantidos em circulação por meio de cadeias produtivas intencionalmente ligadas após o uso final. Seguindo neste molde eliminamos o gerenciamento final dos resíduos, o lixo, que passa a voltar e fazer parte de um processo de design e sistemas.

image
A ideia central é eliminar este lixo, percebendo cada material dentro de um fluxo cíclico, de produto a produto, preservando, mantendo e até aumentando seu valor em alguns casos.

Na economia circular o crescimento econômico se separa do uso crescente de novos recursos naturais e matérias primas, aproveitando os recursos já em utilização na cadeia produtiva, ou seja, após o uso ou consumo final, tais recursos retornam como reparo/reuso, remanufaturas, upcycle ou superciclagem.

image

Agora complicou um pouco não é? Superciclagem? O que vem a ser isso?

Tenho certeza que você já ouviu falar de reciclagem, certo?

Então, reciclagem ( downcycle) é o que fazemos hoje com alguns tipos de resíduos, que após o uso final, são descartados e retornam para reaproveitamento, mas em uma escala bem menor, não tendo a abrangência que se pretende ter com a supercicalgem.

A superciclagem (upcycle) seria o mesmo que ter um reaproveitamento próximo da totalidade destes recursos, uma volta mesmo a ponto de partida, as matérias primas e os produtos finais, são desenvolvidos intencionalmente com a finalidade de reuso e/ou reparo.

image
Dentro dos conceitos que descrevi hoje quero enfatizar o nosso tema, e dizer que economia circular é um sistema industrial regenerativo ou reparador, e que traz grandes benefícios estratégicos, operacionais, e incrementa em muito a geração de empregos.

image
No Fórum Mundial de Economia, em Davos, 2014, foi apresentado um relatório desenvolvido após estudos consistentes, chamado Towards The Circular Economy, o qual sugere uma rápida transição do sistema linear para o sistema circular, apontando os benefícios com esta troca de modelos, e que tem na Fundação Ellen MacArthur a sua maior divulgadora.

image
Cabe agora aos governos locais se empenharem para a adoção deste novo sistema econômico, que só traz benefícios ao meio ambiente e que reflete na sua integralidade o pensamento de uma economia mais sustentável.
Agindo local, pensando global!
Saudações!

Dr. Carlos Avelino

Advogado | Palestrante | Consultor e Auditor Jurídico Socioambiental

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s