País do Futuro ou Subdesenvolvimento Crônico?

em

Assistindo toda esta exposição dos bastidores de nossa política, constato que após uma década de propaganda enganosa, onde se afirmava que o país estava combatendo as mazelas sociais, dando dignidade aos mais pobres, chegou a hora de calcular o saldo negativo de uma década perdida, das mentiras que não se sustentam, enxergar a realidade, entender onde e como realmente estamos.

Atravessamos um período de bônus demográfico e aumento nos preços das commodities crescendo menos do que o mundo de uma forma geral, estamos estacionados onde sempre estivemos, continuamos muito pobres.

AAEAAQAAAAAAAAQKAAAAJDUxNjlkNWI5LWQyMzgtNGRjOC05ODgyLWVkMDdkYzBlODgwNA

A previsão é que mais de 20 milhões de brasileiros, o que representa quase o tamanho da população da Austrália, estará vivendo com uma renda per capita inferior à linha da pobreza até o final do ano, ou seja, recebendo menos de R$ 140,00 por mês, e mais de 9 milhões, tamanho maior que a população da Suíça, terminarão o ano de 2017 abaixo da linha de extrema pobreza, com uma renda mensal inferior a R$ 70,00. Quase a metade dos brasileiros vive hoje com até 1 salário mínimo, já na região do nordeste brasileiro os números são ainda piores, alcançando 68% da população daquela região.

digital-branding-william-hertz-sao-paulo-peq-not14341

Você sabia que 01 em cada 04 brasileiros depende hoje do Bolsa Família? Isso mesmo, 25% da população brasileira é hoje dependente do programa Bolsa Família!

Em Estados mais pobres como é o caso do Maranhão, o percentual da população que depende do Bolsa Família chega a absurdos 50%, parece ruim não é?  Vai ficar pior, 27,2% dos maranhenses vive com até ¼ do salário mínimo!

Bolsa-Família-como-funciona-e-a-quem-se-destina

A renda individual ou familiar não é o nosso único problema, continuamos péssimos no quesito Educação, a situação está cada vez pior, não acredita? Então, veja mais alguns exemplos comparativos que lhe ajudarão a compreender melhor o que os números dizem.

Se somarmos a população da Irlanda, Uruguai e Nova Zelândia, não chegaremos ao número de analfabetos que existem no Brasil, no total 50 milhões de pessoas são analfabetos ou semiletrados, isto sem falar que ocupamos as últimas posições no ranking feito pela ONU, com esse total de analfabetos ou analfabetos funcionais, daria para formar um país que hoje seria o 28° país mais populoso do mundo.

mi_10153756458484662

Para complementar a informação anterior na visão contrária, você sabia que 30% dos brasileiros jamais compraram um único livro?

Pasmem! Nem os nossos professores tem o hábito da leitura, uma pesquisa revelou que ao serem perguntados sobre qual teria sido o último livro que leram, metade respondeu que “nenhum” e 22% disseram a Bíblia.

Livro-840-840x446

Entendam, não estou sendo pessimista ou fatalista, mas sim realista. É está ficando desanimador, não é? Pode piorar?

Vamos lá, vamos agora falar dos serviços prestados pelo Estado, como saneamento básico, tema um tanto complicado. Será mesmo que o brasileiro conta com estes serviços básicos?

dagawrewt

Se segure aí! Mais de 35 milhões de brasileiros não tem acesso ao abastecimento de água tratada, é o mesmo que dizer que um país como o Canadá não tem uma única torneira saindo água dentro de casa.

Quase 100 milhões de brasileiros, mais que a população da Alemanha, não tem acesso à coleta de esgoto, repare bem que falei coleta, não estou me referindo a tratar o esgoto, onde na sua conta de água vem a cobrança do tratamento de esgoto, isto é ilegal e imoral.

Saneamento_bsico

Uma cidade como a do Rio de Janeiro conta hoje com pouco mais de 15% de todo o seu esgoto sendo tratado, e isso porque hoje se obrigam aos novos empreendimentos imobiliários, a construção de pequenas estações de tratamento, sem isso a situação seria ainda pior.

Outros 17 milhões, o tamanho de uma Holanda, não tem acesso a coleta de lixo, outros 4 milhões de brasileiros não tem sequer um único banheiro em casa, o que representa uma Nova Zelândia.

Sei que é difícil apontar todos os culpados por todo este absurdo em que o Brasil está mergulhado, mas posso afirmar que a responsabilidade passa por mim, por você, que escolhemos mal na hora de votar, que depositamos sempre nossas esperanças numa classe política deplorável, onde prevalecem sempre os interesses pessoais ao invés da nação.

500x281_o_1b7q7h3ol5q4ptooq1j0mk1ia

Segundo estudo do International  Institute for Management Development, publicado em 2016, o Estado brasileiro é considerado o pior do mundo, temos o judiciário mais caro do Ocidente, o sistema de saúde pública mais ineficiente do planeta e o segundo congresso mais oneroso do mundo, somos também o país que oferece o menor retorno de impostos ao cidadão, ou seja, nós pagamos muitos impostos e recebemos nada ou quase nada em prestações de serviços por parte do Estado brasileiro, para não dizer que nada recebemos, somos campeões em burocracia, dificultando sempre a vida da população e das pequenas e grandes empresas.

burocracia1

O Brasil é hoje a economia mais fechada do G20, o 10º país mais complexo do mundo para se fazer negócios, somos líder em encargos trabalhistas e burocracia fiscal, somos o quinto país menos competitivo do planeta, damos muito força aos que prometem e nada fazem ao invés de abraçarmos os que produzem!

O resultado infelizmente é inevitável, subdesenvolvimento crônico, nossos governantes são bons em promover a desigualdade, aceitamos e produzimos direta ou indiretamente a violência urbana, a prostituição infantil, o trabalho escravo, impostos absurdos, escândalos de corrupção, ineficiência do Estado, desrespeito ao cidadão, pobreza, pobreza e mais pobreza! Até quando?

brasil triste2

Depois de ler todos estes índices e informações, agora te pergunto, é esse o país que você deseja viver? É esse o país que você quer deixar para os seus descendentes?

Se sua resposta foi NÃO, está na hora de assumir seu papel de cidadão e lutar pela melhora do nosso país! Seja consciente você também! Tome uma atitude positiva e pense antes de votar, pesquise seu candidato, seja correto no seu dia a dia com sua cidade, sua empresa, seus empregados, para exigir respeito, tem que aprender a respeitar. Um povo honesto não tem como ter um governo corrupto.

Agindo local, pensando global!

Saudações.

Carlos Avelino

Advogado | Palestrante | Auditor e Consultor Jurídico Socioambiental

Fontes: IBOPE, IBGE, ONU, Spotinik e demais Institutos já grifados no texto.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s