Convencionais ou Orgânicos?

Estou voltando de férias, e por isso mesmo tenho a obrigação de trazer algo novo, quem sabe até bem polêmico, e é isso que vou fazer. Quero te fazer uma provocação, te fazer refletir sobre algo tão comum no nosso cotidiano, mas que a maioria de nós, jamais parou para pensar sobre o tema, ou até mesmo se deu ao trabalho de pesquisar um pouco mais sobre, infelizmente, temos a tendência de repetir algumas “ verdades” que ouvimos nos noticiários ou mesmo em papo de esquina, sem a devida cautela.

Nas minhas férias tive o prazer de conhecer o conceituado jornalista Nicholas Vital, que já teve passagens por algumas das maiores revistas de economia e negócios do Brasil, como a Exame e IstoÉ Dinheiro, além de já ter sido agraciado com o prêmio Abril de Jornalismo na categoria Economia em 2012, e ter recebido outros tantos prêmios, além de autor do livro “ Libertadores: uma paixão que une. ”

nicholasvital
Nicholas Vital

Confesso que eu já estava mesmo querendo conhecer e conversar com o jornalista em razão da sua mais nova obra, o livro “ Agradeça aos Agrotóxicos por estar Vivo.”, li o livro e fiquei fascinado com a facilidade com que o autor traz a tona vários pontos sobre a produção de alimentos convencionais, onde se utilizam agro defensivos na produção, e os famosos orgânicos, aqueles que todos defendem como sendo a melhor maneira de se produzir alimentos.

51hgxYvrdNL._SX315_BO1,204,203,200_

O que mais me chamou a atenção, foi o fato do livro não comprar briga com os orgânicos, ao contrário, o autor faz um estudo aprofundado sobre a matéria, e me surpreendi exatamente por isso. Nicholas Vital esclarece e traz dados científicos, sem ser uma leitura técnica, desmistificando mitos e verdades absolutas sobre o assunto.

Não vou transcrever aqui partes inteiras do livro, pois quero que você o leia e tire suas próprias conclusões, mas vou instigar a sua curiosidade.

Muito se fala, que alimentos produzidos com agrotóxicos são alimentos envenenados, que fazem a mal à saúde, que matam! Você sabia que não existem registros na história de mortes comprovadas, relacionadas a ingestão de alimentos convencionais? Você sabia também que não houve aumento de casos de câncer nos últimos cinquenta anos, apesar do uso de agrotóxicos na produção convencional de alimentos ser vinculado constantemente como causador? Você sabia que o nível de incidência das principais doenças se manteve estável entre 1979 e 2009?

20161206_00_agrotoxico1

Por outro lado, foi comprovadamente creditado aos alimentos orgânicos, a morte de 35 pessoas e a intoxicação alimentar de três mil pessoas, contaminadas pela bactéria E. coli na Alemanha, em 2011! Curioso não é? Aposto que você jamais ouviu falar disso, certo?

O livro traz a luz outros tantos tópicos tão importantes no nosso dia a dia, afinal estamos falando do que você come diariamente, isso influência diretamente na sua saúde e no seu bolso. Muitos afirmam que os alimentos orgânicos são um pouco mais caros que os alimento convencionais, mas nos supermercados de São Paulo, alguns orgânicos chegam a custar até 270% mais caro.

Frutas

No Brasil a produção de orgânicos hoje gira em torno de 1% da produção nacional e isso não vai mudar muito no curto prazo. Na Dinamarca, país que se autodenomina a nação mais orgânica do mundo, a participação dos orgânicos é de 7,6%, ou seja 92,4% dos dinamarqueses se alimentam de produtos cultivados de modo convencional.

Outro dado importante é que o livro se refere a sustentabilidade, mostrando que os alimentos convencionais usam uma área de produção menor do que os orgânicos, estudos científicos comprovaram que na produção dos orgânicos, estes tem produtividade menor que a agricultura convencional, assim com o aumento populacional, precisamos produzir mais alimentos em áreas menores e não ao contrário.

defensivo-agrícola

No capítulo 8: Agrotóxico mata! O autor traz provas incontestes de que a produção convencional não mata, ao contrário, se não fosse por ela, o mundo enfrentaria um sério problema de falta de alimentos. Sei que alguns vão me questionar agora sobre o fato de que em algumas regiões do mundo, pessoas morrem de fome todos os dias, é VERDADE! Mas a maior verdade é que elas não estão morrendo de fome por falta de alimentos no mundo, mas sim por um problema de logística, atualmente sobram alimentos no mundo, mas falta melhorarmos a rede de distribuição.

Não existe a possibilidade de se alimentar o mundo hoje com a produção de alimentos orgânicos, hoje somos um pouco mais do que 7,6 bilhões de pessoas, não fossem os alimentos convencionais, muitos de nós não teriam o que comer.

36561866_198418217676386_4418831249418747904_n

O tema é empolgante, o livro é muito bom, de leitura fácil e objetiva, a cada página do livro, descubro coisas novas, dados que jamais tive acesso e aposto que você também não.

Existe no Brasil e até mesmo em alguns países do mundo, uma campanha contra a produção de alimentos convencionais, com uso de defensivos agrícolas, tudo muito bonito, discursos que hoje, após ler o livro, descobri serem apenas parte de uma ideologia, e não baseados em fatos científicos.

1197397_333128

Te convido para ler esta obra, tenho certeza de que você vai se encantar e se surpreender com as informações deste livro. Todos nós consumidores deveríamos ter acesso a este tipo de informação, assim, conscientes, estaríamos aptos a fazer nossas escolhas em termos do que vamos consumir.

O livro é facilmente encontrado nas melhores livrarias, da editora Record, já se encontra na versão E-Book na Amazon.com .

Espero que você goste desta obra literária tanto quanto eu!

Carlos Avelino

Advogado | Palestrante | Auditor e Consultor Jurídico Socioambiental

(Fotos: reprodução internet)

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s